segunda-feira, abril 03, 2006

A Hora da Partida (Da série Sagrados e Consagrados)



A hora da partida soa quando
Escurece o jardim e o vento passa,
Estala o chão e as portas batem, quando
A noite cada nó em si deslaça.

A hora da partida soa quando
As árvores parecem inspiradas
Como se tudo nelas germinasse.

Soa quando no fundo dos espelhos
Me é estranha e longínqua a minha face
E de mim se desprende a minha vida.

(sophia de mello breyner andresen)
imagem: picasso

7 Comentários:

Anonymous Niña disse...

O post é lindo. E ouvindo a canção ao fundo então. Só agora os alto-falantes estavam ligados. Lindo demais. Beijos, Niña

4/4/06 10:48  
Blogger Harriet disse...

Niña,
Que bom que gostaste. Estamos experimentando.
Bjs

4/4/06 11:14  
Blogger Tuca disse...

A-DO-REI!!!!!!! A novidade do som. Esta música é algo... Bárbaro, Harriet. Beijos.

4/4/06 15:38  
Blogger Tuca disse...

A poesia também é linda. Uma das minhas preferidas da Sophia.

4/4/06 15:39  
Blogger Gláucia disse...

Pheeeeeeeeenas!!!!!

4/4/06 21:13  
Blogger Joelma disse...

Déjà vu: publiquei essa imagem uma vez no blog. Há mais de três anos atrás, quando estava numa faze AZUL da minha vida. Quer dizer, eu estava APAIXONADA pela cor azul. Sensação boa de revê-la aqui, hoje. Beijo lindas margaridas

5/4/06 00:29  
Anonymous J.L. disse...

GENDEDEUS. Que isso que toca música agora??
Adorei, adorei, adorei.
Essa música é linda.
Beijos

5/4/06 10:09  

Postar um comentário

Voltar

free web stats eXTReMe Tracker

Apollofind Counter

referer referrer referers referrers http_referer